Politica

Cultura de Camaçari perde imóvel histórico no Centro

Publicado dia 09/06/2019 às 21h14min | Atualizado dia 09/06/2019 às 23h49min
Neste domingo (9), a empresa SAAD Serviços de Engenharia executou a demolição de um prédio histórico de Camaçari. O imóvel, na Avenida Eixo Urbano Central...

 

Em frente a antiga Estação Ferroviária, já foi sede da Prefeitura, Câmara Municipal – criada nos moldes atuais em 21 de março de 1948, tendo a primeira sessão sido realizada na sala de audiência da antiga Prefeitura, naquele espaço, e por mais 43 anos, Secretaria de Cultura e Arquivo Público.

 

A reportagem do Destaque1 esteve no local, mas nenhum funcionário da empresa se identificou ou forneceu detalhes sobre a demolição. “Você deve procurar a secretaria [de Cultura] e a Prefeitura”, comentou um preposto que orientava os demais trabalhadores.

Ao Destaque1, uma moradora antiga, de 68 anos, que pediu para não ser identificada com receio de retaliação, lamentou, e disse não entender a demolição. “É triste, até porque se falou tanto em revitalizar o Centro Histórico, já não tem muita coisa, o pouquinho que tem tão acabando. Para quem conheceu, é uma tristeza. A gente fica sem entender”, desabafou.

Após alguns minutos de conversa, já entusiasmada ao relembrar de fatos que marcaram a história política, cultural e social de Camaçari, ela diz que as pessoas falam muito no antigo cinema, ao lado do prédio que foi demolido, mas que antes do cinema, o espaço abrigou o Clube Social. “No clube, ao lado, tinha os bailes dançantes, onde acontecia o réveillon, e domingo a tarde tinha a matinê”, contou com os olhos brilhando e o sorriso no rosto.

O imóvel, demolido neste domingo, um dos poucos prédios que ainda conservava a história da cidade, havia sido reconstruído na gestão do prefeito Luiz Pereira Costa (1967-1971).

Placa do prédio demolido. Foto: Lenielson Pita

Outro integrante de família tradicional da cidade, de 73 anos, nascido e criado no município, ficou estarrecido com a notícia. “O que estão fazendo?”, questionou. “Quando eu nasci, ali já existia. É muito antigo, chutando ali tem pelo menos uns 90 anos”, contou.

Em nota publicada no site da Prefeitura e enviada à imprensa no dia 31 de maio, o Governo Municipal informou que foi assinado em 27 de maio, “o contrato de prestação de serviço para as obras de edificação do Museu da Cidade – que será erguido no prédio onde, nos últimos anos, funcionou o Arquivo Público Municipal e já foi sede da primeira prefeitura da cidade”. Entretanto, em nenhum momento a gestão divulgou que o antigo prédio seria demolido. Inclusive, a mesma nota diz que a assinatura do contrato “é o pontapé inicial para a revitalização e requalificação do Centro Histórico de Camaçari”.

Placa de Construção do Museu da Cidade fixada no local. Foto: Lenielson Pita

O presidente do Conselho Municipal de Cultura, Tatá Ricardo Tavares, não teve acesso ao projeto de requalificação do Centro Antigo de Camaçari. Em ofício, enviado à Secretaria de Cultura, na quinta-feira (6), Tatá Ricardo, diz que solicitou diversas vezes durante reuniões do conselho o acesso ao projeto, sem êxito.

Prédio demolido

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O presidente do conselho ainda reforçou o pedido no documento e se colocou a disposição para acompanhar a execução das obras.

Em ofício anterior, na quarta-feira (5), Tatá Ricardo havia alertado sobre a importância da realização de uma audiência pública para discutir o projeto. O presidente do Conselho de Cultura também destaca que por se tratar de bens do Patrimônio Histórico do município deve ser observada a Lei Municipal nº 1088, de 30 de junho de 2010, que proíbe a demolição, pintura ou restauração, sem prévia autorização da Coordenação de Patrimônio Cultural, cabendo ao Conselho de Cultura como agente fiscalizador, e em especial o segmento de Patrimônio Cultural, fiscalizar as normas e leis patrimoniais. Tatá Ricardo fez o mesmo pedido de informações e alertas à Coordenação de Patrimônio Cultural.

Ao Destaque1, Tatá Ricardo revelou que ele e o conselho foram pegos de surpresa com a demolição e informou ainda que nesta segunda-feira (10), às 9h, o Conselho de Cultura fará uma reunião extraordinária na Cidade do Saber e divulgará nota oficial à imprensa sobre o ocorrido.

O assunto ganhou as redes sociais e em contra-ataque às críticas, assessores e apoiadores do governo iniciaram a disseminação de mensagem e ilustrações do que seria a suposta “revitalização e requalificação do Centro Histórico de Camaçari”.

“As obras para revitalização e requalificação do Centro Histórico de Camaçari já começaram e olha só como vai ficar lindo! Três imóveis antigos serão recuperados, como o cineteatro, a estação ferroviária e o camelódromo. Já estamos ansiosos para o resultado final deste projeto que vai valorizar o nosso Centro Histórico”, diz o texto.

A reportagem tentou contato com a secretária de Cultura, Márcia Tude, e o prefeito Elinaldo Araújo (DEM), mas ambos não retornaram às ligações até o fechamento da matéria.

 
 
 

 

Fonte: Destaque 1


Fale Conosco

Rua SEGUNDO SENDES, 37 Camacari
(71) 98853-6557 | |
zero71noticias@gmail.com