Após reunião, greve dos rodoviários metropolitanos é mantida

Segundo sindicato, novo encontro está marcado para 22 de maio

Após reunião, greve dos rodoviários metropolitanos é mantida
Categoria está em campanha salarial e reivindica ainda outros benefícios - Foto: Reprodução | Redes Sociais

Após reunião ocorrida neste sábado, 18, entre funcionários e a empresa que gerencia o transporte coletivo nas região metropolitana de Salvador e Recôncavo Baiano, ficou definido que a greve dos rodoviários que começou na sexta, 17, será mantida ao menos até segunda-feira, 20.

Através de nota, o Sindicato dos Rodoviários Metropolitanos (Sindmetro) informou que não houve progresso nas demandas discutidas, sendo a principal delas a questão da recomposição salarial. “A empresa mostrou planilhas demonstrando prejuízo com os salários atuais, enquanto o Sindicato informou aos trabalhadores que votaram a favor de manter a greve, que esta continuará neste domingo (19/05) e segunda-feira (20/05)”, diz trecho da nota.

Ainda segundo a entidade, uma nova reunião entre funcionários e empresa está marcada para 22 de maio.

Ao todo, com a greve, seis cidades foram afetadas: Camaçari, Candeias, Madre de Deus, Santo Amaro, São Francisco do Conde e Simões Filho. Cerca de 5 mil pessoas são afetadas com a falta de ônibus metropolitanos.

A principal reivindicação da categoria é o reajuste salarial que, inicialmente, seria de 4%. No entanto, as empresas apenas ofereceram 1,24%, proposta que foi rejeitada pelo Sindicato.

Outro ponto debatido é um acréscimo de 10% no valor do tíquete alimentação, que atualmente é de R$ 25, além da inclusão do vale-transporte com integração ao metrô. Atualmente, o cartão utilizado pelos trabalhadores para se locomoverem só permite o acesso aos ônibus.