pedagogia
host
radios

Brasileiro e italianos reconstroem possível rosto do faraó Akhenaton

Por Revista Galileu em 04/04/2021 às 22:10:00

Cientistas do centro de pesquisa italiano em Antropologia Forense, Paleopatologia e Bioarqueologia (FAPAB), em parceria com o especialista brasileiro em reconstituições 3D Cicero Moraes, reconstruíram o rosto de um dos faraós mais icônicos do Egito: o rei Akhenaton, pai do governante da 18ª dinastia, Tutancâmon, e marido da rainha Nefertiti.


CURSO ARTE
A reconstituição facial teve como base uma múmia esqueletizada da tumba KV 55, que fica no Vale dos Reis, no Egito. No local, durante os séculos 16 e 11 a.C, foram construídas as tumbas para os reis e os nobres mais poderosos do período do Reino Novo, que corresponde às 18ª e 22ª dinastias egípcias.

Mas a múmia KV 55 só foi descoberta em 1907, próxima à tumba de Tutancâmon. Os restos mortais estavam envoltos em mistério, porque arqueólogos ainda não haviam conseguido identificar o morto, porém eventualmente estudos indicaram que havia parentesco entre o indivíduo mumificado e o próprio Tutancâmon.

Por outro lado, a história que se sabe do primeiro faraó monoteísta, que instaurou um culto a um deus único, é muito incerta. Então, o que a reconstrução fez foi resgatar, "de um modo metafórico, uma das múmias mais controversas e importantes da história do planeta, potencialmente atribuída a Akhenaton", afirma comunicado do FABAP.

O crânio da múmia KV 55, que serviu para reconstituir o faraó Akhenaton (Foto: Wikimedia Commons )
O CRÂNIO DA MÚMIA KV 55, QUE SERVIU PARA RECONSTITUIR O FARAÓ AKHENATON (FOTO: WIKIMEDIA COMMONS/DOMÍNIO PÚBLICO)

De acordo com o site Live Science, para fazer a reconstrução, os pesquisadores levaram meses e usaram dados e imagens anteriores, focando em uma técnica chamada Método Manchester, que permite adicionar músculos faciais, olhos, depósitos de gordura e pele.

"Os músculos e ligamentos faciais são modelados no molde do crânio, de acordo com as regras da anatomia", descreveu Francesco Galassi, diretor do FAPAB, em entrevista ao site. "A pele é colocada em cima disso, e as espessuras do tecido são valores médios que foram determinados cientificamente."

Comunicar erro
pedagogia
host gator

Comentários

Concursso