pedagogia
host
radios
COMANDO novo 1

Recém-nascido é entregue para casal em Salvador através de serviço de acolhimento

Por Redação ZERO71 em 21/06/2021 às 23:01:16
Casal, de 27 e 33 anos, se inscreveu no final de 2019 e conseguiu acolher o bebê aproximadamente seis meses depois, nesta segunda-feira (21). Eles foram testados e apresentaram resultados negativos para Covid-19. Serviço Família Acolhedora encontra lar provisório para recém-nascido

Bruno Concha/Secom

Um recém-nascido foi entregue na tarde desta segunda-feira (21) para um casal, em Salvador. O acolhimento familiar foi feito através do Serviço Família Acolhedora.

O casal, de 27 e 33 anos, realizou a inscrição no final de 2019 e conseguiu acolher um bebê aproximadamente seis meses depois. Antes de entregar o bebê, o casal foi testado e apresentou resultados negativos para Covid-19.

De acordo com o diretor de Proteção Especial da Fundação Cidade-Mãe (FCM), Mateus Castro, o serviço busca oportunizar esperança, cuidado e proteção até que a criança seja restituída à sua família de origem.

“Queremos garantir para essa criança um lar provisório, onde ela receba amor de família e todos os cuidados que precisa”, disse o diretor.

Programa

O Família Acolhedora é desenvolvido pela FCM, vinculada à Secretaria Municipal de Políticas para Mulheres, Infância e Juventude (SPMJ). Desde o início do programa, já foram acolhidas quatro crianças de forma provisória.

A intenção é instruir as famílias residentes em Salvador que tenham interesse em acolher em sua residência crianças e jovens entre 0 e 18 anos incompletos, que estão afastados de seu seio familiar por meio de medidas protetivas judiciais, até que elas possam voltar para sua família de origem.

Para se tornar uma Família Acolhedora, é necessário participar do processo de habilitação, capacitação e seguir alguns requisitos, como ser maior de 21 anos, não possuir vínculo de parentesco com a criança ou adolescente no processo de acolhimento, dispor de tempo para oferecer proteção e residir em Salvador há mais de dois anos.

Além de apresentar declaração de não interesse na adoção e nem estar habilitado para adotar, será preciso comprovar também condições físicas e mentais saudáveis para acolher em segurança.

O processo de habilitação pode ser iniciado através de cadastro no site do programa ou pelo telefone (71) 3202-2429. É possível também entrar em contato pelo endereço de e-mail [email protected]

Confira mais notícias do estado no G1 Bahia.

Assista aos vídeos do G1 e TV Bahia

Fonte: G1

Comunicar erro
pedagogia
host gator
COMANDO 43

Comentários

Concursso