pedagogia
host
radios

Justiça encerra inquérito sobre capa de revista que compara Bolsonaro a Hitler

Por Redação ZERO71 em 24/11/2021 às 13:05:36
Inquérito foi pedido à Polícia Federal pelo ministro da Justiça, Anderson Torres. Juiz afirmou que investigação representa 'constrangimento ilegal'. O juiz Frederico Botelho de Barros Viana, da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, determinou o arquivamento do inquérito que investigava jornalistas da revista “IstoÉ” por comparar, na capa de uma de suas edições, o presidente Jair Bolsonaro ao ditador nazista Adolf Hitler.

O inquérito foi pedido à Polícia Federal pelo ministro da Justiça, Anderson Torres. Em uma rede social, Torres argumentou que a publicação pode ter cometido crime contra a honra do presidente.

Na capa da edição, a revista retratou Bolsonaro com a palavra "genocida" escrita sobre o lábio superior, como se fosse o bigode característico de Hitler. O título da capa diz: "As práticas abomináveis do mercador da morte".

O juiz afirmou que o inquérito representa “constrangimento ilegal”, uma vez que “não se verifica a existência de qualquer indício, mínimo que seja, apto a justificar a existência de procedimento investigatório relacionado a crimes contra a honra".

"A existência de inquérito policial com o fim de investigar atos que notavelmente não caracterizam a existência de quaisquer delitos, mas que simplesmente concretizam a livre manifestação de pensamento e a livre atuação da imprensa, é, por si só, um constrangimento ilegal que viabiliza a atuação, de ofício, por parte deste Juízo", afirmou.

O magistrado disse ainda que “eventuais ações estatais que busquem restringir o exercício de tais direitos devem ser colocadas sob rigoroso escrutínio, tudo sob pena de limitação indevida de garantias fundamentais traçadas pela própria Constituição Federal”.

VÍDEOS: notícias de política

Fonte: G1

Comunicar erro
pedagogia
host gator

Comentários

Concursso