pedagogia
host
radios

Léo Santana fala dos impactos da pandemia e cancelamento do Baile da Santinha: 'tivemos que dar um passo atrás'

Por Redação ZERO71 em 13/01/2022 às 21:01:12
Duas edições da festa foram suspensas após decreto estadual que delimita o público para até 3 mil pessoas. Cantor Léo Santana falou sobre as incertezas no setor de eventos durante a pandemia.

Divulgação/Estúdio WF

O cantor Léo Santana falou, nesta quinta-feira (13), que não tinha como manter o seu ensaio de verão, o Baile da Santinha, após novo decreto com redução de público nos eventos da Bahia. Durante entrevista online à imprensa, ele também citou as incertezas da realização de shows durante a pandemia da Covid-19.

"O ano inteiro a gente projeta o Baile da Santinha. E agora vem um novo decreto e tivemos que dar um passo atrás"

"Não tem como a gente fazer o baile, é um evento muito grande, há investimento, milhares de pessoas trabalhando diariamente. Não tem como fazer apenas para dizer que fizemos e sairmos prejudicados", explicou o artista.

O evento, que é um dos principais da capital baiana durante o verão, não acontece pelo segundo ano consecutivo por causa da pandemia da Covid-19.

Neste ano, as duas edições da festa estavam marcadas para sexta (14) e no dia 21 de janeiro, no Parque de Exposições.

Léo Santana no Baile da Santinha, em Salvador, em 2020

Joilson César/Ag Haack

O cantor ainda falou sobre os impactos da pandemia no setor de entretenimento.

"Muitas pessoas veem o setor de eventos como uma diversão, mas é uma profissão. Foram cerca de 20 meses sem trabalhar", comentou .

Nesta semana, após o anúncio do cancelamento das edições do Baile da Santinha, Léo Santana usou as redes sociais para cobrar um pacto coletivo pela vacinação.

O cantor ainda defendeu uma cobrança maior por parte dos órgãos governamentais na exigência da comprovação da vacina, especialmente em ambientes de ambientes públicos, como bares e restaurantes.

Novo álbum e lembrança de Marília

Durante entrevista com a imprensa, Léo também anunciou o lançamento do novo álbum, o "GG Astral", com participações de Ludmilla e L7nnon.

Gravado em São Paulo, o álbum traz os hits 'Revoada' e 'Destampei', além de misturar ritmos como funk, arrocha, piseiro e o pagode baiano. A data de lançamento está para à 0h de sexta-feira (14).

O cantor ainda falou sobre momentos da carreira, incluindo as parcerias com a sertaneja Marília Mendonça, além de relembrar a morte da cantora. Ele estava no aeroporto, quando recebeu a notícia do óbito.

"Eu pousei, li as notícias, mas acreditei que ela estava bem. Depois que confirmou eu chorei como se fosse alguém da minha família", disse.

Além da tristeza de perder uma colega do ramo musical, a morte de Marília deixou o cantor mais preocupado. Ele, que tem medo de avião, afirma que passou a tomar mais cuidado com as aeronaves fretadas após o acidente.

Entre os momentos em que Léo e Marília subiram juntos no palco em Salvador, está o lançamento da música "Apaixonadinha", sucesso da artista na turnê Todos os Cantos. "Graças a Deus tive a honra de gravar com a Marília Mendonça", afirmou.

Com participação de Léo Santana e Banda Didá, sertaneja Marília Mendonça levou multidão a show gratuito no Pelourinho.

Alan Oliveira/G1

Veja mais notícias do estado no g1 Bahia.

Assista aos vídeos do g1 e TV Bahia ????

Ouça 'Eu te explico' ????

Fonte: G1

Comunicar erro
pedagogia
host gator

Comentários

Concursso